terça-feira, 4 de maio de 2010

Vídeo do Mês - Maio 2010

Esta época já ri, já chorei, já vi o campeonato ameaçar fugir por entre os dedos, já o vi nosso, já gritei golo, já desesperei com falhanços incríveis, penalties falhados no último minuto, vitórias arrancadas no último suspiro, assistências fabulosas, frangos inacreditáveis, um carrossel de emoções que terminará este domingo às 20h00. Emoções. E qual será a última?

Por agora fica um fabuloso vídeo do RedLifeBenfica, provavelmente um dos 3 melhores que há sobre o Benfica no Youtube. Vejam, desfrutem, e aguardem por domingo. É o dia!


quinta-feira, 11 de junho de 2009

Perfil


Quando se contrata um jogador, tem de se conhecer o seu perfil psicológico. Não basta apenas saber se faz 20 assistências ou 20 golos por época. É preciso que, antes de chegar ao clube, não comece a dizer, na imprensa, que quer sair. Ainda por cima se custa para cima de um balúrdio. Por mim, este começava já com o salário de Agosto. O de Julho nem lhe punha a vista em cima. Que é para aprender.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Eleições (ou "O Assalto ao Poder")

Não vou falar dos muitos méritos ou dos deméritos de Luís Filipe Vieira. Tem-nos todos, com certeza, mas falaremos disso mais adiante quando estivermos mais próximos do acto eleitoral. Concentremo-nos hoje no que estas eleições de 3 de Julho representam para o Sport Lisboa e Benfica.

Para mim, as eleições nesta [não] altura do campeonato são um grande e grave erro, de quem quer segurar a cadeira do poder a todo o custo. Clara e objectivamente. E eu estou à vontade com a minha opinião mais que não seja porque sempre fui a favor das eleições em Outubro, sem atropelos aos estatutos.

Não existe nenhum motivo para a demissão em bloco da direcção e dos corpos sociais do Benfica. Em primeiro lugar porque o chamado "ruído de fundo" é normal num clube como o Benfica. Mal de nós se não houvesse crítica, porque nenhum clube é perfeito. Esta demissão conjunta e bem organizada (mas mal encenada) só demonstra duas coisas: primeiro, o Benfica é gerido de fora para dentro. Tem opinião quem está de fora; segundo, a direcção é fraca e tem medo do que pode vir aí...

Se as eleições não pudessem, por qualquer razão, ser em Outubro, então deveriam ser feitas no final de Maio, como as do Sporting (odeio dar-lhes razão, mas têm-na), e portanto o objectivo da antecipação das eleições é claro: impedir que Veiga chegue a presidente. Afinal, ele parece ser, neste momento, o único com argumentos suficientes para convencer os benfiquistas a votarem nele. O campeonato ganho por Trapattoni parece ser a grande arma. E lembram-se disto? Pois é.

Quanto às palavras de Vilarinho, só tenho de dizer que me sinto muito triste por ele pensar dessa maneira. Há uns meses, quando disse que Manuel Damásio, Vale e Azevedo e Manuel Vilarinho tinham sido, possivelmente, os três piores presidentes da história do clube, quase caiu o carmo e a trindade. Hoje (ou ontem, melhor dizendo), Vilarinho demonstra, pelas suas palavras, aquilo que os seus actos iam levando: a destruição das modalidades do Benfica. O Hóquei foi o exemplo mais flagrante. De uma super-equipa liderada por Panchito, passámos a ter um grupo fraco.

Concluindo: se Vieira ganhar, mantém-se o treinador que ele escolheu para inicar a época, e os jogadores que contratou, mas a época pode estar (estará mesmo) comprometida; se Bruno Carvalho ganhar (e como dizia o outro, se o jacaré tossir), vem novo treinador em Julho, com novos jogadores e mais uma carrada de problemas; se Veiga ganhar, vem aí nova revolução.

Independentemente de quem ganhar, é o Benfica quem perde.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Alguém que me explique o Sepsi

A época já terminou, o que está feito, está feito, e já não há mais objectivos por lutar a não ser a vitória no próximo sábado frente ao CF Beleneneses. Nessa medida, podemos começar a falar daquilo que vai ser a próxima época. Comecemos mais precisamente pelos jogadores que o Benfica tem emprestados. Hoje, Sepsi.

Sepsi veio de um clube incógnito da Roménia já depois de uma experiência falhada em Rennes, na altura orientado por Laszlo Boloni. Quando este tipo de jogadores chega a um clube como o Benfica, tem uma de duas opções: ou é realmente muito bom e agarra o lugar, ou então revela-se um flop porque não se consegue impor no clube. Sepsi foi apenas um de muitos jogadores que não conseguiu singrar.

E vai estar de volta. Completou apenas 7 jogos pelo Racing de Santander esta época, para a Liga Espanhola. Os espanhóis, ao que sei, não o acham nenhum craque, pelo que, para o ano, deverá mesmo fazer a pré-época connosco (isto se o Quique, ou o Jesus, ou seja lá quem for, não o dispensar/emprestar depressa).

Mas o que eu gostava de saber era o porquê disto:

12 de Novembro de 2008: “Na reunião antes do início da temporada, não fui autorizado a treinar-me com a primeira equipa. Parecia que era um vagabundo ou drogado. Não quero voltar ao Benfica, porque as pessoas portaram-se mal. Tiveram atitudes que não dignificam um clube com aquela grandeza. Lá não volto de certeza."

19 de Maio de 2009: "A minha primeira opção é o Benfica".


O que mudou entretanto?

sábado, 9 de maio de 2009

Assim não, Quique


Quando o treinador do Benfica criticou abertamente Reyes, Di Maria, Cardozo, Katsouranis, Balboa, enfim, muita gente, fui a favor do método de Quique. Acho que espicaçar os jogadores do Benfica é uma atitude louvável e necessária. O que não se pode fazer é atacar pessoalmente um ex-jogador do clube que sempre deu tudo em prol do Benfica e que sempre defendeu a camisola com um enorme orgulho. Isso Enrique, é inadmissível, mesmo que seja em reposta ao atleta em questão.

Defendi Quique até aos limites possíveis, e se necessário, continuarei a defender, mas neste momento, mais que algumas substituições, mais que algumas decisões e mais que algumas críticas a jogadores como o Léo há algo que me preocupa ainda mais que isso. É notar que no discurso de Quique está, para além de um claro fugir das responsabilidades, uma sobranceria de quem se acha maior e melhor que o Clube que treina. E quando esse clube é o Benfica, a situação torna-se grave. Os jogadores passam, os treinadores passam, os dirigentes passam, mas o Clube fica. Não te esqueças disso, Quique.

domingo, 3 de maio de 2009

Pré-requisitos preenchidos

É sabido por todos que um dos pré-requisitos para se ser jogador do Benfica é, precisamente, marcar um golo contra o nosso clube. Nos últimos anos foi assim com Karadas, Sabry, Nuno Gomes, Mantorras, Derlei, Zahovic, Cadete, isto tudo só de cabeça. Vai uma aposta que estes dois estão cá para o ano?

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Palhaçada

Rui Costa (dirigente do Benfica), foi castigado por um mês por "lesão da honra e da reputação" do árbitro do encontro entre Benfica e Marítimo, de seu nome também Rui Costa. "Lesão da honra e da reputação", sim, exactamente, leram bem. Todos sabemos que este árbitro tem uma filha da reputação a manter, é irmão de outro génio do apito, o Paulo Costa, que irá terminar a carreira em breve devido à idade (graças a Deus!), deixando as insígnias de internacional ao seu irmão (Deus nos livre!). Sim, o que conseguiu meter os dois golos do Marítimo.

Paulo Bento, esse, chama "nojento", "maricas de m*rda" e outras coisas que podem ler aqui ao árbitro Bruno Paixão. É expulso, mas depois não é castigado. Pedro Silva dirige-se a Lucílio Baptista à peitada e o que acontece? Nada?

Quo vadis, futebol português...

sábado, 25 de abril de 2009

Petit


Durante a pré-época, eu e o Sigmund discutimos aqui no blog Eterno Benfica algumas das transferências do Benfica, nomeadamente a dispensa (ou venda, como entenderem) de Petit.

Hoje, passados 10 meses, o Benfica dificilmente consegue aguentar a vantagem de um golo. Hoje, não temos uma dupla de médios-centro que consiga segurar a bola a meio-campo, talvez porque Carlos Martins esteja mais tempo lesionado do que a jogar. Hoje, percebemos que o Petit, quando está em forma, faz realmente falta naquele meio-campo do Benfica.

E não é só ao Benfica que faz falta. Olhem para a selecção. Da equipa que jogou com Scolari, só saíram Nuno Gomes, Ricardo e... Petit! Podem dizer-me: "Ah, mas o problema da selecção é que não marca golos, e o Petit também não os marcava!". Pois não, não marca, mas com ele em campo a selecção ganhava, sabia defender, e possivelmente não teria levado três secos da Dinamarca.

Hoje, passados 10 meses, Petit é o 13º jogador de campo mais utilizado da Bundesliga e o 4º médio com mais tempo de jogo, tendo, nas 28 jornadas já disputadas, realizado 27 jogos, dos quais 24 foram completados, substituído por 3 vezes (90', 69' e 82').

É um dos jogadores preferidos do treinador do FC Koln, Christoph Daum e, na minha opinião, é melhor que Amorim, Katsouranis, Yebda, Bynia e Filipe Bastos.

Petit, mesmo sendo um jogador discreto, era de uma importância fundamental que alguns benfiquistas negligenciaram na últma pré-época. Os seus cruzamentos para golos de Luisão (Sporting e Liverpool), os seus golaços (PSG, Marítimo, Estrela da Amadora), a sua entrega e sobretudo, o seu sentido posicional e leitura de jogo (ai Yebda!) fazem muita falta ao Benfica e à Selecção.

Hoje, passados 10 meses, quero saber quem era a favor da saída de Petit e mantém a sua opinião, assim como quem era contra a saída do internacional português e continua a achar que o Benfica fez mal em vendê-lo.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Telma Monteiro


Parabéns a Telma Monteiro, campeã europeia de Judo na categoria -57 kg.

Ecletismo não é, na minha opinião, ter muitas modalidades. Ou melhor, é isso, mas não chega. Ecletismo é ganhar muito nas muitas modalidades que se tem. E nisso, como o Benfica, em Portugal ou no Mundo, não há.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Voleibol


Este post será o primeiro de uma série de cinco sobre as principais modalidades de pavilhão do Benfica. Faço hoje a análise da primeira modalidade que já está "de férias", uma vez que o campeonato já acabou, o Voleibol.

Este ano, o Benfica com um orçamento bastante reduzido comparativamente com outras modalidades (futsal e basquetebol), foi capaz de surpreender tudo e todos na secção de Voleibol. Aquela que se esperava ser uma época de dificuldades (pensou-se que a equipa deveria ficar pelos 6 primeiros) acabou num sucesso inesperado, até porque a nossa equipa terminou em 4º lugar na fase regular, tendo ficado em 3º nos playoff.

"Mas contentas-te com o 3º lugar para uma equipa que já foi 3 vezes campeã, 12 vezes vencedora da Taça e 1 vez da Supertaça?" - podem perguntar alguns. Não, não posso dizer que fiquei de todo contente com o 3º lugar, mas há que ver no contexto actual e com a saída de jogadores influentes nas ultimas épocas (Lukianetz, Carlos Teixeira, entre muitos outros), o Benfica perdeu qualidade. Com os maus resultados do futebol na época 2007/2008, foi o Voleibol que também sofreu as consequências. Mas face aos resultados, Vieira já prometeu um maior investimento nesta modalidade para a próxima época. A juntr a isto tudo há o facto de o Benfica ter tido o pavilhão da Luz bem composto nos jogos dos palyoff, nomeadamente o último em casa com o Leixões, onde também estiveram Rui Costa e Luís Filipe Vieira.

Mas dizia eu que a época não começou de feição, com derrotas em Espinho, Esmoriz, Matosinhos e Guimarães nas 5 primeiras jornadas, num calendário altamente desiquilibrado. Depois, em 6 jogos, a equipa embalou numa série de 6 vitórias, tendo cedido apenas 2 sets. Até final, os resultados foram mais ou menos os esperados, com vitórias em todos os jogos em casa à excepção dos encontros com Sporting de Espinho e Vitória de Guimarães (demsaido fortes este ano).

Nos playoff, a nossa equipa jogou com o Fonte Bastardo nos quartos-de-final tendo ganho o primeiro e o segundo jogos por 3-2 (em casa) e 1-3 (fora), tendo de seguida defrontado o Sp. Espinho, campeão nacional, com quem perdeu primeiro em Espinho e depois na Luz por 3-1.
No jogo que dava direito ao terceiro lugar, o Benfica (4º na fase regular) bateu o Leixões (6º) na Luz e em Matosinhos sempre por 3-1.

Onde é que ele aprendeu a fazer isto?!



Pormenor delicioso o facto de no momento da agressão estar um banner a anunciar a Peace Cup 2009. Será que Pepe vai participar?

segunda-feira, 20 de abril de 2009

A Táctica FC Porto (post com bolinha no canto)

As imagens que se seguem contêm um conteúdo chocante que não deve ser visto pelos nossos leitores mais sensíveis. É um post extremamente ordinário sem nível nenhum, mas que mostra bem o que se passa no Dragão. Depois não digam que eu não avisei.



"É assim que deves entrar sobre o gajo, percebes, Meireles?!"




"Foi Mei(o) reles abusar assim do idoso"

Agradecimentos ao Sou de um Clube Lutador e O Banco da Mexicana

Há coisas do diabo

Por uma vez na vida, um mesmo jogador lesiona-se 3 vezes na mesma época, sempre na véspera do jogo com a mesma equipa. Coincidência incrível ter acontecido a Nuno André Coelho, jogador do Estrela da Amadora, emprestado pelo fóculporto.

Finalmente... tranqulidade

O Benfica voltou às vitórias na Liga, desta vez frente ao Vitória, em Setúbal, por expressivos 0-4. O resultado é no entanto enganador. O Benfica, apesar de muito superior, nunca conseguiu jogar realmente bem e acabou por construir a vantagem fruto de erros sucessivos dos sadinos, que, se mantiverem a quantidade de erros nos próximos jogos, bem podem preparar as malas para a Liga Vitalis.

Este Setúbal é exactamente o mesmo com que empatámos na primeira volta. Uma equipa muito muito fraca. E é precisamente com este tipo de equipas que o Benfica perde os campeonatos, o que não pode continuar a acontecer.

domingo, 19 de abril de 2009


Sabem o que é uma equipa realmente muito superior a todas as outras? É o Benfica em Basquetebol. Com o triunfo no pavilhão do ainda bi-campeão português, a Ovarense, por 59-76, o Benfica consegue assim a 29ª vitória consecutiva em outros tantos jogos. No próximo fim-de-semana há jogo, na Luz, frente ao FC Porto. Quero ver quem vai faltar...

quinta-feira, 16 de abril de 2009

10 anos de gestão danosa (se calhar "danosa" é demasiado pesado, mas...)

Este post não se trata de uma crítica exclusiva a Luís Filipe Vieira, até porque nem todos os jogadores desta lista foram dispensados pelo actual presidente do Benfica. Como já devem ter percebido pelo tom dos meus textos aqui no blog, não sou da chamada "oposição" a Vieira. Pelo contrário. Mas também não sou dos que abanam a cabeça para cima e para baixo a dizer "Sim Sr. Vieira, tudo o que você fez é extremamente bom!".

Nessa medida, eis uma lista com 11 jogadores (um para cada posição) e um treinador dispensados ou que sairam a custo zero do Benfica nos últimos 10 anos.

GR - Robert Enke
DC - Hélder Cristóvão
DC - Carlos Gamarra
DD - João Pereira
DE - Léo
MD - Petit
MD - Maniche
M D - Geovanni
M E - Giorgios Karagounis
MO - Nuno Assis
AV - João Vieira Pinto

T - José Mourinho

Dá que pensar. A avaliar pela qualidade dos jogadores na altura em que foram dispensados ou na qualidade que alguns ainda hoje apresentam, não tenho dúvidas que com este onze base e com este treinador, o Sport Lisboa e Benfica seria campeão.

Adenda: Peço desculpa pelo erro. Fui confirmar e de facto Carlos Gamarra não saiu a custo zero. Obrigado ao Éter e ao David pela correcção.

domingo, 12 de abril de 2009

Quem acha que Quique deve continuar levante a mão


Então já somos dois!

quinta-feira, 9 de abril de 2009

De volta a Marraquexe

Dizia o Rui Gomes no post abaixo que "Mais de 12 horas depois do apito final do jogo de ontem na Reboleira, escasseiam as palavras neste glorioso blog." É verdade, ou melhor, é meia-verdade, uma vez que as minhas férias se sobrepuseram à escrita aqui no blog.

Deixei o Norte de África (lê-se Portugal...) e fui visitar um país, ou melhor, uma cidade europeia - Londres. Mas mesmo assim, isso não foi suficiente para deixar de ver o jogo entre o Estrela da Amadora e o Benfica, graças à dificuldade em dormir (será do futebol praticado pela equipa?).

Bendita a RTP Internacional que teve o bom senso de transmitir o jogo... às 3h00 da manhã. Vi-o, quase todo, e nem sei como não voltei a adormecer. A equipa provoca sono, as falhas defensivas naquele jogo davam para uma época inteira. O que se passa com David Luiz? Onde é que ele tem a concentração? E por que é que o duplo-pivot defensivo constituído por Katsouranis e Yebda tem de defender tão à frente, deixando espaço para os médios do Estrela chegarem com perigo à nossa baliza?

Por outro lado, também é bem verdade que desde o início da segunda volta do campeonato (e já lá vão 8 jornadas) o Estrela tem um registo de EEDVEEE, ou seja, uma derrota apenas nos últimos 8 jogos! Uma equipa que não treina, é certo, mas que deu água pela barba ao Porto, ao Braga, ao Nacional e a outros, ou já não se lembram?

E para terminar, um aviso, em jeito de protesto: o campeonato ainda não acabou. Aqueles que baixam os braços e deixam de lutar simplesmente porque estamos a 5 pontos do Porto e a 1 do Sporting deveriam repensar a sua atitude. Dizem que a equipa não joga nada. É verdade, também acho. Mas preferem jogar bonito e acabar em terceiro ou jogar feio e acabar em segundo ou primeiro?

Este foi uma espécie de ano 0 no Benfica. Na próxima época mais jogadores virão (reforços no verdadeiro sentido da palavra, espero). E espero que o que quer que a Direcção do SLB faça não nos conduza a mais um ano 0.

P.S. Também é triste o que se passa na blogosfera. De parte a parte. Acusações, insultos, birras, parecem ser sinal de alguma desorientação por parte de alguns benfiquistas. Que discordem das opiniões uns dos outros é uma coisa. Mas o que se passa entre estes dois blogues é mau demais..

Publicado simultaneamente no Eterno Benfica.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Perfil Psicológico de Quim


A vitória benfiquista na Final da Taça da Liga era um imperativo, e felizmente foi conseguida. Tivemos um herói, improvável, é certo, depois de tudo o que passou neste últimos meses de Benfica: Quim. É precisamente sobre ele que versa este post.

Há uns meses, após o empate na Luz frente ao Vitória de Setúbal, escrevi que Moreira deveria ser rapidamente recolocado na baliza do Benfica porque e passo a citar "Banco de suplentes precisa-se e já! A ver se ele [Quim] arruma a cabeça!". O Quim não aguentava a pressão. Tinham sido 5 golos do Olympiakos, mais 6 do Brasil (obrigado Queiroz, não perco uma oportunidade para malhar em ti!) e mais um pato à PeQuim frente ao Vitória.

Passados 4 meses, o Benfica ainda pode vir a ganhar o título de campeão português, apesar de as hipóteses serem remotas. Uma boa maneira de sermos campeões é, na minha opinião, e se Quim estiver psicologicamente muito forte após os penalties defendidos no Algarve, colocar o nº 12 na baliza.

"Não concordo!" gritarão alguns. Possivelmente com razão. Mas foi também após uma enorme injustiça de Trapatonni ao retirar Moreira para colocar Quim que o Benfica conseguiu inverter a onda de maus resultados acabando por ganhar o campeonato que há 11 anos nos escapava.

Por isso, a alteração de Moreira por Quim pode ser sinal, para o resto da equipa, que as coisas podem mudar, de que tudo é possível. E talvez eles acreditem que sim. E talvez sejamos campeões.

Publicado simultaneamente no Eterno Benfica

Novo template

Para retomar a escrita neste blogue, nada melhor que um novo e, modéstia à parte, espectacular template. Espero que gostem.

Sobre o Blog

De um benfiquista para os benfiquistas. Este é um blog para todos os que, diariamente vivem e respiram Benfica. Viva o Sport Lisboa e Benfica!

Visitantes



  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP