sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Pepe

Na última quinta-feira, Luiz Felipe Scolari anunciou a convocatória para o duplo compromisso da selecção frente à Sérvia e frente à Polónia. De entre os 23 convocados, destacam-se os regressos de Nani, Hugo Almeida, Petit e Maniche, para as saídas de Miguel Veloso e João Tomás. Há ainda a convocação de um jogador brasileiro, o Pepe.

Não sou xenófobo, racista, nem anti-brasileiros. Aliás, até gosto de comer naqueles rodízios brasileiros. Mas custa-me ver jogadores como Pepe ou Deco vestirem a nossa camisola. E não me custa ver Nélson Évora, Naíde Gomes, Francis Obikwelu, Eusébio ou Coluna usar/usarem a camisola das quinas. E porquê?

Há alguns que o fazem por necessidade laboral. Deco e Pepe sabia que nunca iriam jogar na selecção brasileira pois não têm qualidade para isso. Na altura, Deco estava tapado por jogadores como Ronaldinho, Kaká, Juninho Pernambucano, Zé Roberto, Emerson, Gilberto Silva, entre outros, assim como Pepe está hoje tapado por Lúcio, Juan, Luisão, Cris, Alex e Alex Silva. Deco e Pepe estão a jogar na selecção portuguesa pois sabem que não conseguiriam nunca ingrssar na canarinha.

E então Nélson Évora, Naíde Gomes, Francis Obikwelu, Eusébio e Coluna? Por que é que eu os aceito com a bandeira portuguesa? Simples. Nenhum deles quis ser português só para poder jogar na selecção ou representar o país. Eusébio e Coluna vieram de colónias portuguesas antes do 25 de Abril de1974, numa altura que Moçambique ainda era de Portugal (o Brasil já é independente desde 1822!). Obikwelu, Évora e Naíde Gomes vieram para Portugal porque lhes oferecia melhores condições de vida. Toda a gente sabe a história da vida de Obikwelu: penou muito para chegar onde chegou e não se naturalizou por interesse. Qualquer um destes atletas é português porque quer e não porque não conseguía jogar ou competir pelo seu país.

É esta a grande diferença: a naturalização pelo coração e a naturalização pelo interesse desportivo.

2 comentários:

BENFICA FC disse...

Confesso que o Obikewlo (ou lá como se escreve) me faz mais impressão. Para mim a questão não é a da nacionalidade. É linguística. Se falar português tem uma afinidade que não o coloca ao mesmo nível de outros naturalizados. Portugal nem é dos piores exemplos. Por exemplo, a Espanha naturalizou o Donato para jogar pela selecção. A equipa francesa que foi campeão do mundo em 1998 tinha poucos naturais da França, mas eram todos francófonos.
O Scolari tem uma certa razão.
http://benfica-fc.com/slbenfica/

JNF disse...

Também acho que a questão linguística é bastante importante, mas se um cidadão do Cambodja falar português já pode ser naturalizado?...

Sobre o Blog

De um benfiquista para os benfiquistas. Este é um blog para todos os que, diariamente vivem e respiram Benfica. Viva o Sport Lisboa e Benfica!

Visitantes



  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP